CodeIgniter é vida!

CodeIgniter é um framework PHP que utiliza os conceitos de MVC (Model, View, Controller). Extremamente fácil de aprender, o CodeIgniter tem uma documentação excelente e funções básicas muito úteis além de bem intuitivas.

Apesar de gostar muito do Drupal, ele acaba sendo demais para criar sistemas com muitas funcionalidades porém com pouco conteúdo. Por isso, já há algum tempo, eu queria estudar um framework PHP, mas investir tempo em estudo nem sempre é tão fácil como todo mundo gostaria. Recebi um projeto que tinha jeitão de framework e fui pesquisar qual era o melhor. Além de fácil de aprender ele teria que ser de fácil manutenção e com aderência suficiente do mercado, afinal caso o sistema tenha que ser reparado por outra pessoa é preciso ser fácil de achar alguém. Tive uma experiência ruim com isso, tentando passar um projeto em Symfony para outro desenvolvedor.

Comecei querendo aprender CakePHP, sempre me falaram bem, mas achei o começo um pouco embolado. Ainda não tinha mexido muito a fundo em nada com MVC, então fiquei meio perdido. Dei uma olhada no Kohana também, mas além de falarem mal da documentação, li em alguns lugares que o CodeIgniter (que é o “pai” do Kohana) é melhor. Tinha o Zend também, mas li que não era o melhor pra começar.

Comecei aprendendo CodeIgniter com esse tutorial, vi alguns dos outros vídeos e depois fui tirando as dúvidas no User Guide da ferramenta. Abrindo a “Table of Contents” lá em cima é bem fácil de navegar por assunto e ainda é possível usar a busca.

Além de deixar a solução bem organizada, o core é enxuto. Basicamente é preciso mexer só em três pastas (models, views e controller) dentro da pasta “application” e esquecer o resto. Depois com o tempo e a necessidade fui descobrindo as outras pastas, o suporte a idiomas dele por exemplo é bem legal. Comecei a mexer com ele na segunda-feira e já estou com o sistema praticamente pronto. Ontem já fiz uma refatoração no código (aprendi muito nesses dias) e consegui enxugar bastante coisa e deixar tudo mais legível.

Em breve posto mais coisas, umas dicas iniciais que senti falta, esse tipo de informação. Abraços!

Tags:

Comentários

  • homemvoador

    Meu caro, eu vou pensei desta mesma maneira e vou encarar o Code Igniter.

  • Felipe Meirelles

    Code Igniter é uma mão na roda msm. As aplicações ficam mais fáceis de desenvolver e, ao meu ver, infinitamente mais leves que se comparado a um cms (se bem escrito, claro rs).