Por que usar WordPress? (Para gerentes e empresários)

Este post faz parte de um conjunto de artigos organizados em um Curso de WordPress. Acesse o link para outros conteúdos.

O propósito deste post não é convencer os desenvolvedores a usar o wordpress. É ajudá-los a convencer seus chefes a fazer isto.

A resposta simples, curta, objetiva e que seu chefe quer ouvir é:

WordPress é mais barato

Vamos a uma boa lista de motivos:

WordPress é de graça

Acho que não preciso comentar. Não ter que pagar licenças e etc. é uma baita vantagem.

Além deste motivo óbvio, todos os seus argumentos podem se basear em Market Share, isto é, na fatia de mercado abocanhada por essa ferramenta:

WordPress é utilizado por quase um quarto de TODOS os sites do mundo

Isto mesmo, 24,4% dos sites do mundo usam WordPress, e é o CMS utilizado em 58,8% dos sites que contam com este tipo de arquitetura. Isto faz com que a comunidade wordpress seja absurdamente grande e, por isso, ofereça uma diversidade enorme de novas funcionalidades, plugins e temas. Isto traz alguns desdobramentos interessantes.

Provavelmente já existe algum plugin que atenda a sua necessidade

Ou pelo menos chegue perto, isto é, o que seu chefe precisa ouvir é que o tempo para desenvolver a funcionalidade será potencialmente menor, seja porque já existe um plugin pronto ou porque será possível copiar daqui e dali alguma coisa que já funcione. Mas fique atento: o WordPress pode realmente não ser a melhor opção se ainda não existir absolutamente nada do que é preciso para o projeto e você pode estar sendo teimoso e reativo à toa. Se não for este o caso, diga que construir plugins novos no wordpress é bem simples (e é mesmo) e que será um código fácil de manter, porque…

A mão-de-obra wordpress é fácil de encontrar

Isto é música para os ouvidos de alguém que precisa contratar. Com uma visibilidade tão alta, o número de programadores que conhecem wordpress é gigante, assim se algum membro da equipe precisar ser substituído, o tempo será infinitamente menor do que trocar alguém que saiba SharePoint, por exemplo.

WordPress é atualizado com frequência

E, por isso mesmo, é mais seguro. Se alguém descobrir uma falha de segurança muita gente será afetada e, por consequência, mais gente estará correndo atrás para que isso se resolva, o que resulta em uma atualização sendo disponibilizada bem rapidamente.

Esteja preparado para um contra-argumento aqui. Alguém pode achar que, por ser tão atualizado, o wordpress pode gerar conflitos com os plugins que não tiveram tempo de se adequar. Isto em parte é verdade, mas a tradição de tanta atualização já criou uma consciência de boas práticas que diminui esse risco, principalmente nos plugins maiores, ou seja, aqueles mais utilizados. Uma ferramenta com baixa atualização também tem esse risco e é ainda pior, porque a chance do autor do plugin incompatível estar preparado para este cenário é menor.

WordPress JÁ FOI só pra blogs

Uma contestação comum de quem trabalha há mais tempo com internet é que wordpress serve só para blogs, uma estratégia que foi radicalmente alterada na terceira versão da ferramenta. Enquanto naquela época o drupal era bem robusto e o wordpress bem capenga, hoje em dia os caminhos se inverteram: as novas versões do wordpress vem cada vez mais preparadas para grandes sites e o drupal tomou um caminho de “wordpressalização”, tentando aproximar a sua confusa interface de administração à aparência amigável e prática do WP.

Apesar de tudo seja consciente

Não seja teimoso e admita que é óbvio que o wordpress não é a melhor solução para tudo. Embora ele seja mais versátil que canivete suíço é preciso estar com a cabeça aberta e perceber que muitas vezes é melhor utilizar um framework mais robusto como o Yii, Laravel, Zend e etc.

Gostou? Usou alguma coisa daqui que funcionou? Acha que a lista deveria ter mais algum item? Deixe aí nos comentários!

Tags: