Este post foi migrado lá do Melancia na Cabeça. Ele tem muito tempo, mas estou mantendo só por razões históricas 🙂

Manter o pé no chão é preciso. Infelizmente muita gente não sabe nem o que é navegador, nem browser, e entrar na internet para alguns é clicar duas vezes naquele “ezinho” na área de trabalho. Pra esses a discussão sobre o fim do Internet Explorer 6 simplesmente inexiste. Eles nem Internet Explorer sabem o que é.

Browser e Bowser
Não confunda Browser com Bowser. O IE às vezes é inimigo, mas você não é o Super Mario.

Acho legal a discussão toda pra acabar com o navegador maldito, mas de vez em quando fica tudo muito mv-brasil. Eu uso o firefox como meu navegador padrão, mas conheço muita gente que nem sabe que ele existe. Conheço inclusive ferramentas que – pasmem! – só funcionam no IE.

Tenho uma tese que não vejo ninguém espalhando por aí (deve estar errada), mas publico-a aqui: o IE 7 só não ficou mais popular por que não era possível instalá-lo nos Windows piratas. Isso mesmo. No começo, pra quem não lembra, o IE 7 só podia ser instalado nos Windows originais. Depois a Microsoft colocou a mão na consciência e deixou os usuários piratas, maioria aqui no Brasil, instalarem o novo navegador, mas aí era tarde. Quem tinha tentado e não tinha conseguido simplesmente desistiu. Ficaram com medo da estrela da morte.

Então veio o Internet Explorer 8, que segundo a IDG Now, vai ser disponibilizado pelo Windows Update. Tudo bem, vai ter telinha perguntando se é isso mesmo, se o camarada quer instalar de verdade, mas o usuário não sabe nem o que está acontecendo. Vai na teoria do “Next > Next > Finish” que a Microsoft tanto propagou e vai dar certo. E se der certo mesmo é menos um com o IE 6.

Apesar de tirar só 20/100 no Acid 3 o Internet Explorer 8 está bem melhor. Não é meu navegador padrão, mas ficou assim… decente.