Antes de mais nada, feliz ano novo! Depois de duas semanas de férias, o canal está de volta com vídeo novo. Vamos dar uma olhada no que provavelmente acontecerá de mais importante no nosso mundinho do WordPress. Antes, uma observação: como disse o Yoda em O Império Contra-Ataca, “É difícil prever, sempre se movendo o futuro está”. Ou seja, nada do que está aqui é certeza absoluta.

Yoda em O Império Contra-Ataca: “É difícil prever, sempre em movimento o futuro está”.

Versões previstas

Segundo esse post no make e a página do roadmap / plano de ação, é possível que sejam lançadas três versões maiores do WP em 2020: a 5.4 em março, a 5.5 em agosto e a 5.6 em dezembro. Em 2019 também foram lançadas 3 versões.

Vale citar aqui também que, depois que a Francesca Marano liderou o lançamento do WP 5.3, ela está bastante envolvida com a melhoria do processo de lançamento de novas versões. Depois do começo feito neste post pode ser que venham por aí mudanças nesse processo para torná-lo mais dinâmico e frequente.

Objetivos de 2019 que ficaram para 2020

No fim de 2019, ficamos sabendo quais seriam os objetivos para 2019. Embora quase todos tenham começado de alguma forma, os que ainda não foram concluídos foram atualizados para 2020:

Embora a questão da atualização automática de plugins e temas não esteja oficialmente prevista para nenhuma versão, é possível que isso chegue logo no WordPress 5.4:

Blocos em toda parte

Como já era possível imaginar, parece que este será mais um ano para evoluir o uso dos blocos. De tudo o que vem por aí, existem duas coisas que podem mudar bastante o ecossistema que a gente conhece do WordPress.

Edição completa do site através do editor de blocos

Nunca foi segredo para ninguém que o Gutenberg se tornaria O page builder (alguns tentaram ver de outra forma, mas enfim). Um passo importante para que isso acontecesse era tirar os blocos de dentro do conteúdo e expandir a ideia para todo o site: cabeçalhos, rodapés, barras laterais, etc. De acordo com este post, os trabalhos de edição completa do site através de blocos já está disponível para experimentar.

Como a gente já sabe, os novos recursos entram no plugin Gutenberg como experimentais, quando se tornam estáveis passam a fazer parte das funcionalidades oficiais do plugin e, depois de um tempo, são levados para o core do WordPress. Isto significa que, mais cedo ou mais tarde, os blocos serão uma parte ainda mais importante dos sites. Isso com certeza modificará a ideia que temos de um tema WordPress hoje em dia.

Repositório oficial de blocos

Previsto para o WordPress 5.5, vem aí o novo repositório oficial de blocos, para acompanhar os já existentes de temas e plugins. Se você acompanha o conteúdo daqui e do canal no YouTube, esse novo repositório não é surpresa, mas o impacto que ele trará ainda é incerto. Embora isso seja só futurologia, eu prevejo pelo menos dois pontos importantes:

  1. Haverá uma padronização ainda maior nas formas como os blocos são declarados e criados e
  2. Tomando conta de todas as áreas do site e sendo mais fáceis ainda de instalar, os blocos vão diminuir muito o papel dos temas.

O futuro é incerto

Isso tudo traz várias perguntas. Conto com a ajuda de vocês para tentar imaginar as respostas (e talvez mais perguntas):

  • Como será a reação dos page builders atuais a esse avanço cada vez maior (e já esperado) do Gutenberg?
  • Como serão os temas daqui para frente?
    • Como isso afeta os mercado de temas sendo vendidos em marketplaces como a Envato, por exemplo?
    • Como isso afeta o trabalho feito atualmente pelas agências?
  • Será que vamos conseguir sair da Fase 2 (expansão do editor) para a Fase 3 (edição simultânea) ainda este ano?
  • Será que vamos ter alguma mudança nos processos de lançamento do WordPress que tornarão as coisas mais dinâmicas e fáceis de usar? (Seria ótimo se eles conseguissem se livrar do Trac, por exemplo)
  • Será que outras tecnologias, como geração de sites estáticos, PWA, GraphQL, etc. vão influenciar o core do WordPress de alguma forma este ano?

E a mais importante de todas:

Como isso tudo vai afetar o SEU ano? Que tecnologias novas você vai aprender? Como você vai ajudar o WordPress a melhorar?

É isso, meus amigos. Não se esqueçam de compartilhar esse texto com os seus amigos e nas suas redes sociais. Vocês ajudam demais quando fazem isso!