Você já sabe que eu tenho um canal no YouTube e que toda semana tem vídeo novo por lá, né? No vídeo dessa semana compartilhei 4 dicas rápidas de programação no WordPress:

Dica 1: Constantes de tempo e tamanho de arquivo

Sempre que precisar expressar uma quantidade de tempo em segundos, considere usar as constantes do próprio WordPress. São elas:

MINUTE_IN_SECONDS
HOUR_IN_SECONDS
DAY_IN_SECONDS
WEEK_IN_SECONDS
MONTH_IN_SECONDS
YEAR_IN_SECONDS

O WordPress também tem constantes para tamanhos de arquivos:

KB_IN_BYTES
MB_IN_BYTES
GB_IN_BYTES
TB_IN_BYTES

Todas essas funções são criadas na função wp_initial_constants():

Dica 2 – date_i18n e current_time

Sempre que puder, evite usar a função date, nativa do PHP. Use em seu lugar a função date_i18n do WordPress. Além dela traduzir o nome dos meses, ela também usa o fuso-horário configurado pelo usuário no Painel do WP.

Pelo mesmo motivo, evite usar time(), mas use current_time( ‘timestamp’ ).

Dica 3 – wp_debug_backtrace_summary

Se você já precisou descobrir qual o caminho o WordPress estava percorrendo até chegar em uma determinada função, a wp_debug_backtrace_summary() pode ajudar.

https://developer.wordpress.org/reference/functions/wp_debug_backtrace_summary/

Dica 4 – wp_list_pluck

Sabe quando você tem um array de objetos ou um array de arrays e precisa reduzi-lo para um array unidimensional? A função wp_list_pluck() é uma mão na roda nesses casos.

Para o retorno padrão de get_posts(), por exemplo, você pode usar algo como o código abaixo para ter um array com os títulos indexados pelo ID do post:

$lista_posts   = get_posts();
$lista_titulos = wp_list_pluck( $lista_posts, 'post_title', 'ID' );

Ela funciona da mesma forma que a array_column do PHP, mas diferente da função nativa da linguagem, a wp_list_pluck() funciona tanto em arrays quanto em objetos.

https://developer.wordpress.org/reference/functions/wp_list_pluck/